O que é uma incubadora de empresas e como ela pode te ajudar?

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom” bg_image_animation=”none”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_link_target=”_self” column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_width_inherit=”default” tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid” bg_image_animation=”none”][vc_column_text]Dar os primeiros passos sozinho nunca é fácil! Isso vale para o mundo dos negócios também. As incubadoras de empresas fazem, justamente, o papel de “mãe”: educam, alimentam e direcionam as primeiras ações, até que a organização se torne autossuficiente para seguir sozinha.

Mas, afinal, como funciona uma incubadora de empresas para o pequeno empreendedor e por que tanto se fala nisso hoje em dia? Neste post, separamos informações preciosas para quem busca esse tipo de “maternidade” nos negócios e quais as principais vantagens para quem está começando uma empresa!

Quer conferir? Então, continue com a gente e tome nota de todas as dicas abaixo! Bora lá!

De onde surgiu a ideia de incubadoras de empresas?

A tese mais defendida para o surgimento desse negócio é dos tempos da quebra da bolsa em NY, nos anos 30. Naquele tempo, de dentro da Universidade de Stanford saíram as primeiras experiências de uma incubadora de empresas, a partir do trabalho de dois estudantes: Packard e Hewlett.

Dessa união de ideais e práticas, apoiada por uma “consultoria” da faculdade, surgiu uma das mais renomadas marcas de tecnologia mundial: a HP.

E, hoje, como é visto esse tipo de negócio?

Se, de início, os primeiros experimentos resultaram na criação de uma mega organização, certamente a ideia de incubação tomaria rumos internacionais. Curiosamente, o Brasil foi um dos países que mais comprou a ideia e, hoje, é referência mundial, com centenas de incubadoras de sucesso por todo o território nacional, permitindo o desenvolvimento de diversos negócios.

Como funciona uma incubadora de empresas na prática?

Em geral, uma incubadora de empresas é formada por meio de convênios ou termos de cooperação, feitos entre instituições interessadas e comprometidas no desenvolvimento daquele negócio ou da região, como universidades, prefeituras, empresas, institutos de pesquisas e associações.

Basicamente, o papel de uma incubadora é oferecer meios para que o negócio possa se desenvolver e começar a gerar resultados, como disponibilidade de estruturas, tecnologias, consultorias diversas, apoio operacional, treinamentos, entre outras infinitas ferramentas.

Porém, vale ressaltar que há uma espécie de seleção de negócios a serem incubados. Por isso, as incubadoras costumam estabelecer alguns critérios para selecionar as empresas e ideias, como viabilidade do projeto, inovação, qualificação e recursos disponíveis.

Quais as vantagens de uma incubadora de empresas?

Além de todo o suporte e investimento que as incubadoras oferecem aos empreendedores iniciantes, muitas delas contam com programas fundamentais para o desenvolvimento dos negócios, imprescindíveis para os mercados de hoje.

Por exemplo, é comum vermos programas de aceleração de startups, como o Lemonade, em que muitas incubadoras passaram a ser denominadas de aceleradoras por isso. Assim, a ideia de aprender, amadurecer e validar passa a ganhar uma pitada generosa de cobrança por planejamento estratégico, KPIs e resultados.

Desta forma, o processo de amadurecimento e desenvolvimento de uma empresa em fase inicial ganha muito mais rapidez, sempre acompanhando o ritmo do mercado e as necessidades de consumo, cada vez mais exigentes e dinâmicos.

Enfim, buscar uma incubadora de empresas e programas de aceleração para a sua ideia ou negócio, sem dúvidas, é uma estratégia inteligente e que pode gerar resultados muito positivos. No entanto, vale ressaltar que, antes de tudo, você precisa ter um projeto viável e criativo, recursos suficientes e, de preferência, um espaço para trabalhar e desenvolver suas ideias.

Curtiu? Tem alguma sugestão ou opinião sobre o assunto? Já utilizou uma incubadora de empresas ou está pensando em fazer isso? Então, deixe seu comentário no post para que nós e outros interessados possamos compartilhar ideias.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Elephant Coworking.